Conheça a diferença entre Supply Chain e Logística e entenda a importância desse processo



Você já ouviu falar em Supply Chain ou cadeia de suprimentos? Embora muitas pessoas usem esse termo como sinônimo de logística, existem algumas diferenças importantes entre os dois.

Além disso, pensar em supply chain se tornou vital para empresas que querem se manter competitivas em um mercado dinâmico e ágil, onde toda a experiência do cliente define a satisfação do consumidor final.

Confira no post abaixo o que é supply chain, quais áreas de uma empresa esses processos abrangem, entenda a diferença entre supply chain e logística e ainda aproveite um bônus que trouxemos ao final da leitura!


O que é Supply Chain?

Supply Chain, em tradução literal, significa cadeia de suprimentos. É um dos principais elos de uma empresa pois possibilita a gestão desde o abastecimento de insumos e matérias-primas até a experiência final do cliente.

Portanto, esse processo consiste em gerenciar fluxos de maneira estratégica entre a própria empresa e o consumidor final.

Entre os fluxos gerenciados estão as mercadorias, informações e recursos. Tudo isso alinhado de maneira estratégica pensando na satisfação e retenção dos clientes, além da conversão de novos prospectos.

Dessa forma, o objetivo do supply chain é criar valor para o cliente e alcançar uma vantagem competitiva da empresa no mercado.


Qual a diferença entre Supply Chain e Logística?

É comum as pessoas falarem de supply chain e logística como processos iguais. No entanto, alguns estudos divergem quanto a isso. Confira!

A principal discussão sobre a diferença de cadeia de suprimentos (supply chain) e logística é centrada na aplicação dos dois processos.

Nesse ponto, os processos logísticos seriam voltados para uma integração interna da empresa, enquanto supply chain estaria relacionado à integração da empresa com fornecedores, fabricantes, distribuidores e clientes.

Ou seja, a logística engloba o gerenciamento de compras de insumos, armazenamento e distribuição. Enquanto supply chain engloba também a forma estratégica como esses processos se relacionam com outros setores.

Na prática, ao usar os termos logística ou supply chain, o importante é pensar em estratégia e integração.


Que áreas da empresa o Supply Chain abrange?

Como falamos no início, supply chain abrange uma série de fluxos dentro da empresa. Desde o armazenamento e movimentação de insumos até o local em que o produto final será consumido.

Por causa disso, a cadeia de suprimentos de uma empresa envolve diversos setores e etapas dentro da empresa, como:

  • Documentos;

  • Matérias-primas;

  • Informações;

  • Equipamentos;

  • Pessoas;

  • Insumos;

  • Fornecedores;

  • Meios de distribuição;

  • Meios de transporte.

Supply Chain diz respeito à integração de todos esses processos de maneira estratégica com o objetivo de obter bons resultados com o consumidor final e o posicionamento competitivo da empresa.

Portanto, o que antes era apenas produzir, vender e entregar, agora se tornou um processo de otimização e integração de diversas áreas da empresa.


Por que Supply Chain é importante?

Você pode estar se perguntando porque pensar estrategicamente na cadeia de suprimentos é importante. Para responder a essa pergunta, pense o seguinte:


O que diferencia minha empresa do meu concorrente que vende um produto ou serviço similar e com um preço similar?

Em um mercado dinâmico e competitivo, onde diversas empresas podem oferecer o mesmo produto com preços semelhantes, agilidade e custo logístico são fatores determinantes para definir o sucesso ou o fracasso de uma empresa.

É preciso pensar estrategicamente no processo de produção, venda e distribuição como uma parceria entre fornecedor, integrador ou distribuidor e cliente.

Dessa forma, você ganha em agilidade, diminui custos logísticos e garante satisfação do consumidor final.


Bônus: Leia mais sobre Supply Chain!

Se você quiser entender mais a fundo como funciona a cadeia de suprimentos e como ela pode te ajudar a repensar processos estratégicos da sua empresa, confira as dicas de leitura abaixo.


Gestão de estoques na cadeia de logística integrada (2010)

Autor: Hong Yuh Ching. Editora Atlas, São Paulo.


Desvendando a Cadeia de Valor do Cliente (2019)

Autor: Thales Teixeira. Editora Alta Books.


Gestão da Cadeia de Suprimentos: Estratégia, Planejamento e Operações (2015)

Autores: Peter Meindi e Sunil Chopra. Editora Pearson.


Conheça o Blog da Topsi

Fique informado sobre gestão logística, mercado imobiliário e sustentabilidade com o Blog da Topsi!




3 visualizações